2014_OSGEMEOS_mural_bienal_vancouver_copyright_sergio_magro_09

OSGEMEOS participam da Bienal de Vancouver

20 de Agosto de 2014

Após o sucesso da exposição A ópera da lua, que em dois meses recebeu mais de 60 mil visitantes no Galpão Fortes Vilaça, em São Paulo, a dupla de artistas OSGEMEOS aterrissa no Canadá, para a Vancouver Biennale, que acontece entre 2014 e 2016. Um mural 360º, com 20 metros de altura e mais de 2.000 m² será criado pelos irmãos Gustavo e Otávio Pandolfo em seis gigantescos tonéis, ao lado dos célebres Public Market (Mercado Público), Emily Carr University (Universidade Emily Carr) e False Creek, pequena enseada que separa o centro do restante da cidade. A região atrai mais de 10,5 milhões de visitantes por ano.

2014_OSGEMEOS_mural_bienal_vancouver_copyright_sergio_magro_01Foto: Vancouver Biennale / Sergio Magro Global BC

O primeiro desafio dos artistas foi encontrar um suporte que fosse além do convencional. “A proposta da Bienal tem uma forte conexão com esculturas, então optamos por um espaço no qual a pintura pudesse se transformar, criando um diálogo entre os mundos bidimensional e tridimensional”, explicam OSGEMEOS. De acordo com eles, outro objetivo do projeto é levar os personagens a Vancouver, a fim de dividir perspectivas e culturas e estabelecer uma conexão com as pessoas que frequentam a região, integrando a obra ao cenário.

O False Creek influenciou na escolha da localização. “Para nós, a água age como uma veia, porque simboliza vida e está muito presente em nosso trabalho”, afirma a dupla. Além disso, a região é muito procurada em Vancouver pelos praticantes de esportes náuticos, como canoagem, e pelos próprios moradores, para lazer e passeios de barco.

2014_OSGEMEOS_mural_bienal_vancouver_copyright_sergio_magro_15Foto: Vancouver Biennale / Sergio Magro Global BC

Segundo Barrie Mowatt, presidente e fundador da Vancouver Biennale, o mural se tornará uma das obras públicas mais icônicas da história. “OSGEMEOS já exibiram em algumas das instituições de arte mais prestigiadas do mundo, como o Tate Modern e o Museum of Contemporary Art de Los Angeles. Estamos orgulhosos em receber seu primeiro trabalho no Canadá”.

Com o novo mural, os brasileiros integrarão o grupo de artistas internacionais que participaram da Bienal de Vancouver, como Ai Weiwei, Andy Goldsworthy, Vik Muniz e Jonathan Borofsky.

2014_OSGEMEOS_mural_bienal_vancouver_copyright_sergio_magro_06Foto: Vancouver Biennale / Sergio Magro Global BC

SOBRE A BIENAL DE VANCOUVER

A Vancouver Biennale é uma organização sem fins lucrativos, que incentiva a arte em espaços públicos. Cada exposição transforma a paisagem urbana em um museu a céu aberto, facilitando e inspirando experiências culturais onde as pessoas vivem, trabalham, transitam e se divertem. A Bienal apresenta artistas contemporâneos que representam diferentes perspectivas culturais e disciplinas artísticas, incluindo esculturas, novas mídias, performances e filmes. O objetivo é usar a arte para criar um catalisador de aprendizagem, envolvimento com a comunidade e ações sociais. Mais informações em vancouverbiennale.com.

 

Informações à Imprensa

 info@vancouverbiennale.com

+1(604) 682-1289

 A4 Comunicação

+55 (11) 3897-4122

Tatiana Dias – tatianadias@a4com.com.br

Ana Ferrareze – anaferrareze@a4com.com.br

20140621_00102-Edit

Últimas semanas da exposição A ópera da lua

1 de Agosto de 2014

A mostra A ópera da lua chega em suas duas últimas semanas, no Galpão Fortes Vilaça, em São Paulo. A exposição, que recebe o público até 16 de agosto, apresenta trabalhos inéditos, entre pinturas, esculturas e instalações.

20140619_00022-EditRetrato com o Paminondas, 2014 | Foto: Eduardo Ortega

Confira os horário de funcionamento e mais detalhes da exposição no website da Galeria Fortes Vilaça: Galpão Fortes Vilaça – A ópera da lua – OSGEMEOS

Galpão Fortes Vilaça
Rua James Holland 71 | Barra Funda
01138-000 São Paulo Brasil

 

20140619_00056

A ópera da lua – Galpão Fortes Vilaça – São Paulo

4 de Julho de 2014

A mostra A ópera da lua apresenta cerca de 30 obras inéditas, em um ambiente imersivo, onde o universo narrativo de OSGEMEOS ganha nova dimensão. Na primeira sala, um turbilhão de pinturas, esculturas e instalações parecem ser puxadas por um vórtice extraordinário, envolvendo o visitante por completo no ambiente. Na segunda sala, uma obra especial que foi mantida em segredo até o dia de abertura da mostra – um gigantesco zootropo que dá vida e movimento a diversos personagens dentro de uma enorme escultura envolta pelo oceano e pelo luar. Esta sala conta ainda com uma trilha composta numa parceria de Ben Mor (EUA) e DJ Zegon (Brasil). Em um terceiro espaço, o visitante encontra uma casa feita especialmente para o Galpão, com uma instalação 3D interativa também com trilha original composta pelo DJ Zegon. Ao lado da casa, mais pinturas e esculturas, inclusive a obra Retrato com o Paminondas – um cantinho especial que permite que os visitantes saiam da mostra com um retrato ao lado de um dos cativantes personagens.

20140619_00031-EditFoto: Eduardo Ortega

A ópera da lua
29.06.2014 | 16.08.2014

Galpão Fortes Vilaça
R. James Holland 71 – Barra Funda

Terça a sexta, das 10h às 19h*
Sábados, das 10h às 18h*
Fechado aos domingos, segundas e feriados
*Entrada permitida até 30 minutos antes do horário de encerramento

Entrada gratuita

Captura-de-Tela-2014-02-28-as-161927-604x270

OSGEMEOS na Trip Tv

28 de Fevereiro de 2014

Mais uma entrevista muito legal que aconteceu em 2013, foi a participação de OSGEMEOS nas páginas pretas da TRIP, e que também contou com essa entrevista em vídeo, onde os irmãos contam um pouco de como foi escolher trabalhar com o que amam.

 

Captura-de-Tela-2014-02-28-as-154410-604x270

Poli entrevista OSGEMEOS para a Tv Cultura

28 de Fevereiro de 2014

Em julho de 2013, Maria Cristina Poli visitou o ateliê dos artistas para entrevistá-los, num bate papo descontraído. O resultado foi uma edição muito informativa, cheia de imagens bacanas e um pouco da história do grafitti em São Paulo. Vem ver!

12345...101520...24